Como conduzo uma assembleia de condóminos

06-07-2018

As assembleias de condóminos são, por norma, momentos de convívio atribulado entre vizinhos onde é necessário manter a ordem e tentar cumprir uma agenda.

Falámos com Nuno Dias, Sócio-Gerente da Lithoespaço, sobre a forma como organiza e conduz estas reuniões de condóminos e quais os passos essenciais destas assembleias.

 

Convocar a assembleia do condomínio

Se tudo se processar com normalidade, a assembleia de condóminos é obrigatória apenas 1 vez por ano. A convocatória para a assembleia de condomínio terá de ser feita com 10 dias corridos de antecedência e, nessa mesma convocatória, já deve ser comunicada a ordem de trabalhos e confirmado o local do encontro.

“As agendas pessoais e profissionais de cada pessoa são sempre difíceis de gerir e de conjugar e, neste sentido, a assembleia só decorre na presença de 51% dos condóminos. Caso tal não aconteça, será enviada nova convocatória e a assembleia seguinte terá de se concretizar com a presença de 25% dos condóminos.”

 

Aprovação de contas

A discussão e aprovação de contas e orçamento anual é sempre um tópico delicado e a sua condução pelo responsável da entidade gestora do condomínio, um elemento neutro entre condóminos, será sempre um fator de confiança para a tomada de decisões.

“Se tudo for aprovado, em votação, o passo seguinte é simples: é emitida uma acta partilhada com todos os condóminos a dar conhecimento das deliberações e seguem-se os trâmites normais para a concretização de projetos e obras, quando previstas. Se, por exemplo, se estiver a discutir a modernização dos elevadores e esse projeto não for aprovado, não se avança e discutir-se-à essa necessidade numa assembleia futura”.

 

O lado humano das assembleias de condomínio

Quase todas as pessoas têm uma história imperdível, um episódio caricato ou uma personagem curiosa que encontraram numa reunião de condomínio. É esta diversidade de pessoas e opiniões que implica uma gestão cuidada e consciente por parte do administrador do condomínio.

“Na Lithoespaço, assumir o papel de responsável pela gestão e administração de um condomínio é assumir uma missão de responsabilidade e confiança e que passa bastante pela proximidade aos condóminos, ouvi-los, escutar as suas preocupações e trabalhar para ir ao encontro dessas necessidades. As relações humanas são muito importantes para o sucesso deste trabalho. Trabalhar na Lithoespaço é como ter muitos, e bons, vizinhos!”

 

 

 

Ler mais artigos.

Outras Notícias Recentes