Existe agora uma declaração amigável para Danos por Água

09-02-2017
O novo protocolo de gestão de sinistros de danos por água (DPA) entrou em vigor em novembro passado e a DECO avalia agora esta medida.

Os danos por água e os riscos elétricos fazem parte das coberturas mais ativadas no âmbito do seguro multirriscos.

A simplificação da participação dos sinistros causados por água, através do novo protocolo DPA, tem originado a adesão da maior parte das seguradoras (está prevista uma adesão a 100% no final do 1º trimestre de 2017).

Com este sistema, o lesado por um sinistro de danos por água que tenha origem numa fração vizinha pode simplificar a participação, preenchendo, junto com o outro envolvido, a declaração amigável de danos por água (DADA) e entregando-a junto da sua própria seguradora, que regulariza o sinistro e posteriormente recebe o reembolso por parte da seguradora do responsável.

Estão abrangidos danos que tenham origem numa
– rotura,
– defeito,
– entupimento
– ou transbordamento da rede interior de distribuição de água e escoamento do edifício, incluindo os sistemas de esgoto das águas pluviais.

Isto quando a apólice do responsável contemple a cobertura do edifício ou fração.

Estão igualmente abrangidos os sinistros que tenham origem em aparelhos ou utensílios ligados à rede de distribuição de água e de esgotos e respetivas ligações (por exemplo, uma máquina de lavar roupa), em função da apólice de seguro do causador garantir o edifício ou o conteúdo em causa. Da mesma forma, incluem-se igualmente os danos por água com origem em eletrodomésticos encastrados.

Consideram-se como fazendo parte integrante do edifício equipamentos como esquentadores, termo-acumuladores, bombas de água, painéis solares, sistemas de aquecimento central e instalações fixas de ar condicionado.

Contudo, o protocolo é comprometido quando se prevê uma duração máxima de 2 anos para a resolução de um processo ao abrigo deste acordo. Para a DECO, não se compreende como se admite que um processo se possa arrastar durante um período de tempo tão prolongado, dado que surge com o objetivo é exatamente o oposto. Espera-se, por isso, revisão neste sentido.

 

Fonte: Decco
Artigos relacionados

Este seguro de trabalho é obrigatório

As obras de manutenção são mesmo obrigatórias?

Obras num terraço de uso particular – quem paga?

Outras Notícias Recentes